Ação Social, Notícias

Políticas de igualdade racial ganham força com atuação do Ministério Público, aponta Geraldo Voluntário

Quebrar as barreiras que ainda se apresentam como desafios na luta pela igualdade racial. Nesta rota, Geraldo Luís da Moraes, o Geraldo Voluntário (DEM) participa de várias ações no Estado de São Paulo. Para o vereador, nos últimos anos ocorreram avanços porém o caminho a ser percorrido em busca do respeito ainda é longo.

Na sexta-feira, 12, na capital paulista, Geraldo Voluntário prestigiou duas atividades. A primeira delas diz respeito ao seminário “O Ministério Público e a Desigualdade Racial no Brasil” no auditório Queiroz Filho – sede do Ministério Público de São Paulo onde o procurador-Geral de Justiça, Gianpaolo Smanio, ressaltou a importância de ouvir a sociedade a fim de aperfeiçoar a atuação da instituição na luta pela igualdade. “O Ministério Público tem, dentro de suas atribuições, busca superar essas questões de desigualdade racial no Brasil”, declarou o PGJ. “Infelizmente, ainda temos de fazer eventos como esse”, completou Osvaldo Molineiro, presidente da APMP, que deu suporte à organização. O promotor de Justiça Christiano Jorge Santos, idealizador e um dos organizadores do evento, ressaltou a importância de que o Ministério Público aprimore o enfrentamento do racismo de maneira institucional e não a partir de iniciativas individuais de alguns membros.

O evento contou ainda com as seguintes palestras: a ex-consulesa da França, Alexandra Loras, que relatou a experiência sofrida por ela, mesmo tenho uma cargo em destaque e ser de classe econômica mais elevada; a promotora de Justiça coordenadora do Grupo de Atuação Especial de Proteção dos Direitos Humanos e Combate à Discriminação, Livia Maria Santana e Sant’Anna Vaz, destacou que no Brasil existe os negros ainda representados nos livros didáticos como escravos; Carmem Dora de Freitas Ferreira, presidente da Comissão da Igualdade Racial da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em sua palestra abordou a discriminação praticada contra as mulheres negras”.

Ainda na sexta-feira, em São Paulo, Geraldo Voluntário esteve reunido no auditório Franco Montoro da Secretaria da Justiça e Defesa da Cidadania com o secretário Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Juvenal Araújo, com o secretário de Justiça e da Defesa da Cidadania, Márcio Fernando Elias Rosa, e com a coordenadora de Políticas para a População Negra e Indígena, Elisa Lucas Rodrigues, para debaterem a pauta étnico-racial para o Estado de São Paulo.

Na pauta, a entrega de documentação da Coordenadoria de Políticas para a População Negra e Indígena para adesão ao Sistema Nacional de promoção de Igualdade Racial (Sinapir), a necessidade da união de todos para que se consiga uma política pública voltada ao povo negro. “A luta contra a discriminação racial precisa ser permanente. Diariamente, a comunidade negra sofre com preconceito no trabalho, na escola e na sociedade”, afirma Geraldo Voluntário.

A assessora da Integração Racial de Rio Claro, Josiane Martins acompanhou o parlamentar em São Paulo.