- Notícias, Segurança

A alternativa de parcerias para sinalização de ruas

Com base em requerimento aprovado pela Câmara Municipal, o vereador Juninho da Padaria aponta que parceria com a iniciativa privada pode ser a solução para o problema de falta de sinalização de ruas e bairros.

A seu ver, se há falta de recursos para a Secretaria de Mobilidade Urbana para cuidar da manutenção do sistema, parcerias entre o poder público e empresarias poderia superar o impasse.

Ao fazer lembrar de iniciativas que sinalizaram diversos bairros com apoio publicitário, ele salienta a Associação Paulista das Cerâmicas de Revestimento (Aspacer) para possível parceria. “Placas cerâmicas já foram testadas com bons resultados que poderiam ser estendidos a toda a cidade”, pondera.

A proposta visa a suprir tanto a falta de sinalização quanto a situação caótica de diferentes tipos de placas. “Nas últimas décadas diferentes tipo de placas foram utilizados resultando na falta de padrão”, observa.

Para Juninho da Padaria, mais grave é a completa falta de sinalização em bairros novos. Ele acentua que a expansão geográfica do município exige atenção nesse sentido.

“Até os setores de segurança, como a PM e Bombeiros, já têm dificuldades em sua mobilidade pela falta de sinalização e, à noite, motoristas desorientados circulam perdidos, sendo obrigados a pedir informações a terceiros”, relata.

Ao justificar o requerimento aprovado, o vereador enfatiza que a dificuldade enfrentada pelos rio-clarenses é vivida em escala maior por visitantes.

“Se nem os moradores daqui conseguem identificar ruas e avenidas, imagine a situação de quem está de passagem; o pessoal fica completamente perdido, o que é uma vergonha para a cidade”, critica.

A atual iniciativa do governo municipal em identificar por placas alguns pontos turísticos pode ser um estímulo para a prefeitura atender a antigo anseio da população para cuidar de bairros e da zona rural.

Em anterior solicitação, Juninho da Padaria apontou a necessidade de vias arteriais trazerem os nomes dos bairros adjacentes e indicarem pontos de referência como a região central, hospitais, campus universitário, shopping Center, acessos a rodovias e pontos turisticos.

“A colocação das placas de referências e turísticas de agora atende a um dos itens das necessidades indicadas, a quase totalidade do problema permanece a ser resolvida, esperamos que esse serviço seja completado de forma acelerada pois nos quarenta meses da administração não foi dada atenção para algo de tamanha importância e de baixo custo”, finaliza o vereador.