- Cultura, Notícias

Evento cultural conta a história dos negros dentro da música popular e do rádio

A contribuição cultural dos negros no Brasil é enorme. Essa herança é observada na religião, música, gastronomia, língua e dança. Manter viva essa história é importante para construir novos olhares sobre a diversidade étnico-racial e cultural do povo brasileiro.

Dessa forma, Geraldo Voluntário, vereador que atua na defesa e divulgação da cultura afro-brasileira em nosso município, destaca a importância do evento organizado pelo Arquivo Público de Rio Claro, em seu 70º Bate-Papo Cultural, que contou com o lançamento do livro “Artistas Negros da Música Popular e do Rádio” de autoria da jornalista e escritora paulistana Thais Matarazzo. O registro histórico resgata as memórias dos cantores negros da música popular brasileira, do carnaval de rua e do rádio, esquecidos na poeira do tempo.

O trabalho realizado pela autora resgatou grande parte do acervo dos cantores e compositores retratados no livro, dando a devida valorização e possibilitando a preservação de seus registros, importante para a informação e conhecimento das futuras gerações, enriquecendo assim a memória da música popular brasileira.

Também houve a exibição de um documentário que conta um pouco da trajetória da cantora rio-clarense Vera Lúcia Souza Santos. O vídeo está disponível na internet no endereço vimeo.com/89523150.

“Este tipo de evento deve ser enaltecido, pois divulga a história afro-brasileira e sua importância na construção de nossa sociedade”, explicou o vereador. “Quero publicamente parabenizar o Arquivo Histórico do município em nome de sua superintendente Tereza de Arruda Campos pela iniciativa tomada”, enfatizou Geraldo Voluntário.

O encontro cultural, aberto ao público, foi realizado na Sociedade José do Patrocínio na última terça-feira, dia 20 de maio.