- Notícias, Saúde

Câmara prioriza saúde e agiliza votação de projeto

Presidente da Câmara André Godoy e prefeito Juninho acompanham explanação do diretor acadêmico do Claretiano Faculdade, Sávio Desan Scopinho

Primeira propositura a ser votada na abertura das atividades legislativas ordinárias de 2017, o projeto que autoriza o município a firmar contrato organizativo com o Claretiano Faculdade para instalação do curso de medicina, conta com a atenção especial das lideranças da Casa que, em consenso, imprimiram rapidez na definição dos presidentes e relatores das comissões permanentes para acelerar a votação em plenário.

Pelo projeto, o contrato será firmado através da Secretaria Municipal de Saúde e tem por objetivo garantir a estrutura de serviços de saúde em condições de oferecer campo de prática para residência médica nas áreas de medicina da família e saúde coletiva.

Em reunião realizada no salão de audiências do gabinete do prefeito João Teixeira Junior – Juninho – e que precedeu a primeira sessão ordinária do ano na segunda-feira (06), a importância do projeto foi destacada aos vereadores pelo prof. Sávio Desan Scopinho, diretor acadêmico do Claretiano, instituição mantenedora do curso de medicina em Rio Claro.

Ao anunciar o envio do projeto, o prefeito Juninho enalteceu o interesse e a intenção dos vereadores em agilizar a votação, destacando a importância da matéria. “Quem vai ganhar é a população que contará com mais médicos atuando na atenção básica e nos Postos de Saúde da Família” – disse.

O presidente da Câmara Municipal André Godoy (DEM) apontou como um exemplo a ser seguido por outras instituições que podem firmar parcerias com o poder público em diferentes áreas, a iniciativa do Claretiano Faculdade em prestar esclarecimentos e fornecer subsídios para o posicionamento dos vereadores. “À Câmara não faltará disposição e vontade política para iniciativas conjuntas que têm por objetivo melhorar a prestação de serviços à comunidade, em especial numa área vital como a saúde pública” – concluiu.

Prefeito Juninho enalteceu o interesse e a intenção dos vereadores em agilizar a votação do projeto que trata do curso de medicina

O curso de medicina oferecerá 55 vagas. O projeto pedagógico, que foi desenvolvido em parceria com o Hospital Sírio-Libanês, prevê dois anos de residência médica nos Postos de Saúde da Família, além da Santa Casa de Misericórdia e da Casa de Saúde Bezerra de Menezes. O Claretiano já investiu na readequação do espaço físico destinado ao curso e na aquisição de equipamentos de última geração para suporte tecnológico das aulas.

Também participaram da reunião os diretores Ângelo Zadra (comunitário) e Osvaldo Celotti (administrativo), pelo Claretiano e os vereadores Júlio Lopes (PP), Geraldo Voluntário (DEM), Pereira (PTB), Ruggero Seron (DEM), Maria do Carmo Guilherme (PMDB) Hernani Leonhardt (PMDB), Luciano Bonsucesso (PR), Thiago Yamamoto (PSB), Irander Augusto (PRB), Yves Carbinatti (PSB) e Carol Gomes (PSDB).