- Notícias, Saúde

Câmara repassa R$ 1 milhão para trazer as “Carretas da Saúde” para Rio Claro

Como consequência do novo modelo de gestão baseado na economia e eficiência, a Câmara Municipal de Rio Claro antecipa a devolução de R$ 1 milhão à prefeitura com a recomendação de que esse valor seja investido no programa “Mais Saúde”, que tem como meta zerar a fila de espera em diversas especialidades de atendimento médico.

O anúncio da devolução desses recursos foi feito ao prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, pelo presidente da Câmara André Godoy em nome de todos os vereadores, durante a cerimônia de assinatura de contrato entre a prefeitura, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) e o Projeto Cies Global – Centro de Integração de Educação e Saúde, que venceu a licitação para que Rio Claro receba as “Carretas da Saúde”, que serão instaladas no Espaço Livre da Avenida Visconde do Rio Claro.

“É o dinheiro dos impostos pagos pelos contribuintes que volta em benefício da saúde dos rio-clarenses que mais precisam”, afirmou André. O prefeito enalteceu o gesto e disse que com vontade, respeito e amor ao próximo é possível superar as dificuldades e fazer mais. “Isto demonstra o comprometimento dos vereadores com a comunidade e certamente vamos atender o seu pedido, presidente”, confirmou Juninho.

Realizada na tarde desta quinta-feira (29), a assinatura do contrato faz com que Rio Claro seja o primeiro município do interior do Estado de São Paulo a contar com uma estrutura médico-hospitalar em unidades móveis de atendimento, através de um projeto semelhante ao que existe só na capital paulista.

Citado pelo presidente da Câmara como um exemplo de postura ética e responsabilidade, o deputado estadual Aldo Demarchi, que se reuniu com o prefeito no início da noite, parabenizou os gestores municipais e os vereadores por providenciarem em poucos meses um projeto desta envergadura. “É essa união que torna realidade um compromisso assumido por todos nós com a população rio-clarense”, destacou.

A assinatura do contrato contou também com a presença do juiz Luiz Claudio Pavão, diretor do Fórum de Rio Claro, dos vereadores Adriano La Torre, Val Demarchi, Seron do Proerd, Geraldo Voluntário, Ney Paiva, Paulo Guedes, Carol Gomes, Júlio Lopes, Rogério Guedes, Thiago Yamamoto, Rafael Andreeta, Maria do Carmo Guilherme, Anderson Christofoletti, Hernani Leonhardt e Irander Augusto, o presidente do Conselho Municipal de Saúde, José Domingos de Almeida, e Vitória Hummel, representante da Santa Casa. Os vereadores Luciano Bonsucesso, José Pereira e Yves Carbinatti estiveram representados por seus assessores.

Agilidade e respeito

O presidente da FMS, Djair Francisco, observa que o contrato assinado com a Associação Beneficente Ebenézer – que administra o Projeto Cies Global – é fruto de meses de trabalho, desenvolvido com o empenho da equipe da Fundação de Saúde e de forma transparente. “Vamos reduzir a fila de espera por consultas, exames e pequenas cirurgias, estimada em 37 mil procedimentos”, disse.

Segundo Kengi Itinose, diretor médico do Cies Global, procedimentos que na rede pública podem levar 120 dias ou mais, desde a primeira consulta até a cirurgia, no sistema que chegará a Rio Claro com as “Carretas da Saúde” poderão levar apenas 30 dias, a partir da primeira consulta. “E isso feito a preço da tabela do SUS”, salientou ao enfatizar que todas as unidades e equipamentos que serão instalados no Espaço Livre são novos.

A expectativa é de que a instalação seja feita até agosto e o início de atendimento ao público comece a partir de setembro. Um plano de comunicação que será estabelecido entre a prefeitura, a Fundação de Saúde e o Cies Global – atendendo a orientação do presidente da Câmara – dará todas as orientações para as pessoas que forem utilizar os serviços, garantindo agilidade e respeito no atendimento.