- Meio ambiente, Notícias

CPI do Aterro convoca secretário para prestar esclarecimentos

Presidida pelo vereador Val Demarchi, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga denúncias de supostas irregularidades no Aterro Sanitário do município, realizou quinta-feira (07) reunião no plenário da Câmara Municipal, quando deliberou pela requisição de mais documentos à empresa Sustentare Saneamento.

Após visita realizada em 14 de novembro ao Aterro, os vereadores Val Demarchi e Thiago Yamamoto (relator), protocolaram requerimento para que a empresa responsável pela operação do aterro preste maiores informações. Entre elas, para que apresente memorial descritivo da Estação de Tratamento de Líquidos percolados, projeto executivo do emissário até o afluente do córrego da Servidão, licenças ambientais, autorizações da Cetesb e DAAE.

Os vereadores também aprovaram requerimento para formalizar convite ao Promotor de Justiça do Meio Ambiente de Rio Claro. Gilberto Porto Camargo, para informar a CPI sobre os trabalhos realizados pelo Ministério Público em relação ao descarte irregular de chorume em afluente do Rio Corumbataí.

Durante a reunião, o secretário municipal de Meio Ambiente Antonio Penteado e os fiscais da prefeitura que autuaram a empresa foram convocados a prestar esclarecimento a CPI, bem como o representante da Sustentare, que é a responsável pela operação do Aterro Sanitário de Rio Claro.

Além de Val Demarchi e Thiago Yamamoto, participaram da reunião os vereadores Hernani Leonhardt, Luciano Bonsucesso, Irander Augusto, Maria do Carmo Guilherme, Paulo Guedes, Rogério Guedes, José Pereira, Geraldo Voluntário, Carol Gomes, Adriano La Torre e Anderson Christofoletti.