- Meio ambiente, Notícias

Promotor responde a vereadores na CPI do Aterro


Vereadores que integram a CPI do Aterro Sanitário fizeram perguntas para o representante do Ministério Público

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que investiga as denúncias de supostas irregularidades no Aterro Sanitário do município realizou oitiva na tarde de terça-feira, 12/12. A convite da comissão, o promotor público Gilberto Porto Camargo esteve no Plenário da Câmara onde respondeu a perguntas feitas por vereadores.

Participaram da oitiva o presidente da CPI Val Demarchi (DEM) e os vereadores: André Godoy (DEM), Tiago Yamamoto/relator (PSB), Rogério Guedes (PSB), Julinho Lopes (Progressistas), Adriano La Torre (Progressistas), Yves Carbinatti (PPS), Irander Augusto (PRB), José Pereira dos Santos (PTB), Geraldo Voluntário (DEM), Seron do Proerd (DEM), Hernani Leonhardt (PMDB), Maria do Carmo Guilherme (PMDB) e Carol Gomes (PSDB).

A divulgação de áudios, feito pelo promotor Gilberto Porto, onde é citado possível envolvimento de agentes públicos com a Sustentare Saneamento, empresa responsável pelo Aterro Sanitário, polarizou as perguntas. Para os parlamentares, os áudios sem citar os nomes comprometeram a imagem de todos de forma inadequada. O promotor respondeu que tal divulgação ocorreu como forma de motivar a investigação intensa hoje em andamento.

Gilberto Porto parabenizou a Câmara pela instalação da CPI que “ajuda a colher informações, apoia a ação do Ministério Público que está com inquérito em andamento e torna todo o procedimento mais transparente”.

No encerramento, Val Demarchi externou que funcionários da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, inclusive seu titular Antônio Penteado, serão convocados pela CPI para prestar esclarecimentos.