- Cultura, Notícias

Ação legislativa fortalece e consolida repercussão regional da Black June

Binho Ribeiro (grafiteiro), Márcio Santos (ACGE), secretário Penna e vereador La Torre

Uma das mais tradicionais festas promovida há cerca de 20 anos pela comunidade negra de Rio Claro, a Black June tem tudo para alcançar projeção regional ainda maior a partir desta edição, com os novos incentivos que deverá receber através da Secretaria de Estado da Cultura.

A informação é do vereador Adriano La Torre (Progressistas), que em busca de recursos para a festividade esteve reunido quinta-feira (18) na capital paulista com o secretário estadual da Cultura, José Luiz de França Penna, acompanhado dos rio-clarenses integrantes da Família Bronx, Hélio do Carmo e Davi Romualdo, responsáveis pela organização do evento. A reunião também contou com a participação de Márcio Santos, da Assessoria de Cultura para Gêneros e Etnias (ACGE), que tem como objetivo a difusão de políticas culturais voltadas aos segmentos negro, indígena, cigano, de mulheres, de pessoas com deficiências e LGBT.

Ao confirmar ao vereador o apoio da secretaria estadual, Penna e Márcio reconheceram a importância e popularidade da Black June, o que foi enfatizado por La Torre. “Atualmente o evento reúne um público de cerca de mais de 10 mil pessoas de Rio Claro e região, num espaço criado para promover a igualdade de direitos, quebrar preconceitos e paradigmas ainda presentes em nossa sociedade” – observa.

La Torre lembra que recentemente a Black June foi incluída no calendário turístico de São Paulo, a partir de um projeto de autoria do deputado estadual rio-clarense Aldo Demarchi, em parceria com as deputadas Leci Brandão e Márcia Lia.

A festa acontece anualmente no mês de junho e é realizada na Avenida Ulysses Guimarães entre as avenidas 22-A e 24-A, no bairro Bela Vista, em Rio Claro. Hip hop, jongo, samba, tambu e outras manifestações culturais ligadas á comunidade negra fazem parte do evento, destacam os organizadores.