- Notícias, Saúde

Preservação da saúde dos usuários da rede bancária tem de ser prioridade

Hernani Leonhardt defende medidas para garantir a preservação da saúde pública nas agências bancárias

“O volume de pessoas que diariamente passa pelas agências bancárias requer atenção especial no que diz respeito à preservação da saúde”. A fala é de Hernani Leonhardt (MDB) autor de dois projetos que visam garantir condições adequadas e seguras aos clientes na hora em que se deslocam para efetuar transações bancárias.

O Projeto de Lei 76/2018 dispõe sobre a concessão de alvará de funcionamento a bancos públicos e privados do município mediante a instalação de banheiros. De acordo com o parlamentar, as reclamações da comunidade procedem já que a demora no atendimento dentro das agências leva muitas pessoas, principalmente idosos, a solicitar a disponibilização de sanitários.

“Nos considerados dias de pico de atendimento, em períodos de pagamentos, clientes chegam a ficar horas dentro da agência. Não há uma lei que estabeleça a obrigatoriedade das agências oferecer aos seus clientes sanitários”, afirma Hernani ao lembrar que além de idosas, muitas mães também reivindicam tal espaço para atender às solicitações de crianças. “Este projeto, se aprovado pela Câmara, vai garantir o direito básico das pessoas”, acrescenta o vereador.

Hernani Leonhardt também defende a aprovação do projeto que estabelece sobre a obrigatoriedade das agências bancárias disponibilizar álcool em gel no setor de caixas eletrônicos. Segundo o parlamentar, a proposta tem como objetivo prevenir doenças contagiosas que podem ser transmitidas através do contato direto como Hepatite A, Gastroenterites, Salmonela, Escabiose, Bronquite, gripes como o H1N1 e conjuntivite.

“Com a triste notícia da confirmação pelo Instituto Adolfo Lutz das mortes por conta do vírus Influenza H1N1 em Rio Claro, daremos entrada na próxima sessão da Câmara no que tornará obrigatória a disponibilização de álcool em gel para assepsia em todas as agências bancárias do município”, confirma Hernani.

O vereador salienta que de acordo com o infectologista Arthur Timerman, chefe do serviço de controle hospitalar do Hospital Edmundo Vasconcelos (SP), as mãos são os principais veículos na transmissão das bactérias que estão no meio ambiente e que a higienização com álcool em gel, podem eliminar 99% desses germes.

Na justificativa do projeto, o parlamentar enfatiza que as agências bancárias e os postos de atendimento bancário são pontos de grande concentração de pessoas. “Uma grande parcela desta população constituída por idosos, gestantes e crianças, pessoas que estão mais vulneráveis ao contágio de doenças provocadas por vírus e bactérias transmitidas pelo contato direto”, finaliza o vereador.