- Notícias, Tecnologia

Conselho de Tecnologia e Inovação busca atrair novas empresas para RC

A importância do apoio do Poder Legislativo para que o Executivo possa viabilizar programas e ações capazes de promover o desenvolvimento econômico e a distribuição de renda, foi destacada na posse do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, formado por representantes do poder público e de diversos segmentos organizados da sociedade civil, como instituições de ensino superior, escola de ensino técnico, empresas de base tecnológica, indústria e comércio.

Posse do Conselho de Tecnologia e Inovação

Durante a solenidade de posse do conselho, realizada nesta quinta-feira (03), o presidente da Câmara Municipal André Godoy (DEM) destacou que hoje, mais do que isenções e terrenos para se instalar no município, as empresas buscam qualificação profissional, infraestrutura confiável e outros fatores que agregam valor a seus produtos. “Ao criar e dar posse a este conselho, Rio Claro assume uma postura proativa para atrair novas empresas, gerar emprego, renda e bem estar social” – afirmou.

Ao salientar a importância e a necessidade do apoio do Legislativo ao Executivo, o deputado estadual Aldo Demarchi (DEM) frisou que quando a iniciativa privada e a sociedade civil participam, os projetos do poder público ganham em rapidez e efetividade. “Este é o caso do Bom Prato, Poupatempo e dos AME’s, exemplos de que essa parceria é fundamental para o sucesso” – disse.

Autor do decreto que criou o conselho, o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, destacou que se trata de “uma união de esforços de pessoas sérias em prol de Rio Claro que, após uma série de perdas, volta a ser pioneira ao ser selecionada para contar com um Centro de Inovação Tecnológica, a partir de parceria com o Governo do Estado”.

Líder da bancada do Democratas – a maior do Legislativo local – o vereador Val Demarchi fez referência ao trabalho de articulação política desenvolvido junto a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, até a celebração de convênio – aprovado pela Câmara Municipal – entre o município e o Governo do Estado. “É mais um degrau que foi galgado para o desenvolvimento e Rio Claro só tem a ganhar com esse conselho” – garantiu.

Presidido pelo secretário municipal de Governo, Desenvolvimento Econômico e Planejamento, Francesco Rotolo, o conselho tomou posse no Salão de Audiências do Paço Municipal “Dr. Augusto Schmidt Filho”, em solenidade que também contou com a participação dos vereadores Geraldo Voluntário (DEM), Ruggero Seron (DEM) e Hernani Leonhardt (MDB), além de assessores de demais parlamentares.

Para Rotolo, o conselho é um embrião que possibilitará a criação de um ambiente de negócios que Rio Claro precisa para dar uma virada e ganhar impulso para um desenvolvimento sustentável.

O Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação é formado por 30 membros entre efetivos e suplentes.

Representam o poder público os titulares: Rosimeire Rodrigues, Laerte Tebaldi Filho, Sandra Mendonça, Paulo Cesar Apolari, Amanda Servidoni, Josely Rizzardo e Orlando de Almeida. E os suplentes: Tamiramis Esteves, Érleson Pereira da Silva, Natalia Kristensen, Rafaela Gonçalves, Francesco Rotolo, Aline Magalhães e Marcelo de Moraes.

Da sociedade civil, os titulares são: Monica Ferreira, José Alexandre Perinotto, Marcelo Camacho de Souza, Bárbara Cigagna, Paulo Eduardo Caritá, Jonas dos Santos Lopes, Anselmo Quinelato e Clóvis Delboni. Os suplentes: Artur Darezzo Filho, Edson Dennis Leonel, Crounel Marins, Jeferson Alves, Carlos César Caritá, José Granzolo Filho, João Luiz Zaine e Nilson Nicoletti.