- Homenagem, Notícias

Emoção marca a entrega do título de Cidadania ao médico Clayton de Angelis

Médico Clayton de Angelis recebeu título de Cidadão Rio-Clarense na Câmara Municipal

“Um homem vale por sua tradição moral, nunca por sua força econômica”. A frase que deu início a leitura da biografia retrata com fidelidade a trajetória de Clayton de Angelis que aos 91 anos de vida esteve no Plenário da Câmara Municipal, na noite da última quarta-feira, 7/11, para receber o título de Cidadão Rio-Clarense.

Autora do Decreto Legislativo 545/18, que estabeleceu a homenagem, Maria do Carmo Guilherme (MDB) presidiu a solenidade. Na Mesa Principal também estavam o ex-vereador Antônio Carlos Piccolo, Nilton Lepispico que representou a classe dos médicos de Rio Claro, Moacir Rodrigues dos Rotarys da cidade, Cléia Bauer diretora da Regional de Saúde, Idelazir Belucci do Grupo da Melhor Idade As Margaridas e André Fransceschi Angelis que é filho do homenageado.

“Um privilégio”. Desta forma, Maria do Carmo resumiu a possibilidade de poder prestar a homenagem ao médico de Angelis. “Estamos diante de um homem que fez do trabalho uma arte de servir, principalmente os mais necessitados. Hoje, a Câmara, em nome da sociedade de Rio Claro, agradece o doutor Clayton de Angelis por tudo o que fez e faz por nossa população”, enfatizou Maria do Carmo.

Ao agradecer a homenagem recebida, o homenageado destacou que é no Parlamento que mora a essência da democracia. Agradeceu ao Legislativo pela oportunidade de se tornar Cidadão Rio-Clarense a todos os amigos que ao longo da sua trajetória profissional, social e familiar estão ao seu lado contribuindo de alguma forma no desenvolvimento de ações em prol ao bem coletivo.

Biografia

Nasceu no distrito de Taquaral, município de Pitangueiras/SP. Filho do casal Luiz e Maria. Iniciou seus estudos em Bebedouro e após mudar-se para Rio Claro prosseguiu com seus estudos no Instituto de Educação Joaquim Ribeiro. Ingressou na Faculdade de Medicina da Universidade de São Pauloem 1947, graduando-se médico em 1952.

Como estudante, participou de vários estágios em diferentes departamentos da universidade. Trabalhou em hospitais em São Paulo e Rio Claro. Em 1957, ingressou como médico do Estado para o Departamento de Profilaxia da Lepra e em 1958 transferiu-se para a divisão da Tuberculose, ambos em Araçatuba.

Retornou para Rio Claro em 1966 para atender no Serviço Obstétrico Domiciliar do Departamento Estadual da Criança. Nessa época, o atendimento à gestante era feito na residência com o auxílio de médicos e parteiras.

Casou-se em 1968 com a bióloga Dejanira com quem constituiu família: dois filhos, duas noras e três netos. Em nossa cidade, desenvolveu suas atividades médicas principalmente na área ligada a Saúde Pública (área preventiva).

Em 1975 especializou-se médico sanitarista e ocupou os cargos de diretor do Centro de Saúde e depois diretor de Distrito Sanitário, ambos englobando Rio Claro e região. Graduou-se também doutor em Ciências pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Rio Claro.
Como redator médico do jornal Cidade de Rio Claro durante anos, teve vários artigos científicos publicados.

Participou de vários cursos, como aluno e também como professor; ministrou palestras sobre medicina preventiva; coordenou campanhas de vacinação, fundou a UNIMED juntamente com outros médicos.

Participou também de inúmeras atividades na cidade (associação de vizinhos, grupos de discussão sobre cidadania, movimento pastoral da saúde, liga municipal de futebol, trabalho de divulgação e recuperação de alcoólatras e outras dependências químicas, incentivador da leitura, melhorias para população, visitas às comunidades religiosas, prevenção da saúde dos idosos, encontro de casais, integrante ativo nos grupos escoteiros, associado do Rotary Club Cidade Azul e do grupo de 3ª Idade “As Margaridas”.

Assim, resgatou-se o que a memória de 91 anos do doutor Clayton de Angelis permitiu, agradecendo a todos que o ajudaram na construção de sua vida, seu caráter e sua saúde, sem esquecer uma verdade sempre lembrada e vivida por ele: “Cristo ensinou-nos a somar irmãos e jamais dividi-los”.

Confira a galeria: