- Homenagem, Notícias

Vereador presta homenagem ao médico Arindal Carneiro Cesar Pires

O vereador Julinho Lopes denominou Dr. Arindal Carneiro Cesar Pires a USF do bairro Bela Vista que será entregue à população no próximo sábado, dia 25.

Dr. Arindal Carneiro Cesar Pires

A solenidade acontece a partir das 9h, na Avenida Ulisses Guimarães, entre a Avenida da Saúde e Avenida 1 A. Julinho Lopes é o autor da lei que faz esta justa homenagem ao médico Arindal Carneiro Cesar Pires que atendeu com excelência milhares de pessoas nas dezenas anos que se dedicou a Rio Claro.

“Sinto-me honrado em ser o autor desta propositura e agradeço a família que estará presente na cerimônia de inauguração da Unidade de Saúde”.

De acordo com a família de Dr. Arindal, o médico constantemente repetia aos amigos e à família que o que mais o realizava na vida era atender os pacientes. Homem íntegro, que amava sua profissão e fez dela sua forma de servir.

BREVE BIOGRAFIA

Nascido em Salvador, em 26 de maio de 1926, Arindal Carneiro Cesar Pires é o quarto de seis irmãos. Filho do engenheiro civil Tito Vespasiano Augusto Cesar Pires e de Dona Maria Judith Carneiro Cesar Pires, neto também do médico Dr. Ernesto Carneiro Ribeiro encontrou na família o estímulo para os estudos.

Seguindo o caminho do avô cursou medicina na Faculdade da Bahia onde concluiu o curso em 1951.Fez da medicina mais do que um trabalho: a sua real vocação. Iniciou na medicina sendo aprovado por concurso para a residência médica no antigo IPASE no Rio de Janeiro (Previdência Social da época).

Após algum tempo, a convite de um amigo, veio a Rio Claro. Se encantou e decidiu montar seu consultório na Cidade Azul. Conheceu o amor de sua vida, Maria Helena Cortinhas e no de 1957 se casaram.

O trabalho leva o casal a mudar-se para o Rio de Janeiro, onde Dr. Arindal, assume o posto de médico da Marinha do Brasil. Foi gestor hospitalar, diretor de saúde do Hospital Geral da Marinha e professor da Universidade Gama Filho.

Após especialização no Hospital do Câncer em São Paulo, exerceu a medicina nuclear do Hospital Pedro Ernesto onde chegou a chefiar o departamento. Foi o responsável pela construção e implantação do Hospital Naval Marcilio Dias onde também exerceu a chefia da Escola de Saúde. As características típicas da sua personalidade marcaram todas suas atividades: firmeza mesclada com bom humor e humanismo no trato com os pacientes, colegas e equipes.

No período final do ciclo profissional na Marinha foi diretor do Hospital Naval de Salvador até a alcançar a reserva no fim da década de 80 com a patente de Almirante. Foi nessa época que o casal retornou para Rio Claro; viveram aqui por mais de 30 anos, nos quais cultivou grandes amigos e o respeito de todos.

Sempre atuante na medicina foi ainda professor na Unicamp no serviço de medicina Nuclear e membro do Hospital Universitário. Atuou como interventor na Santa Casa de Rio Claro, membro e diretor da Unimed Rio Claro, fez parte do grupo que viabilizou e construiu o hospital da cidade, onde atendeu até um dia antes de ser hospitalizado aos 89 anos.