- Comunidade, Notícias

Parlamentar e IMF cumprem mais uma etapa para o Museu Ferroviário

As iniciativas para a criação e instalação de Museu Ferroviário de Rio Claro, têm sequência a partir do trabalho desenvolvido pelo vereador Geraldo Voluntário (DEM) para que todas as providências necessárias sejam efetivadas para promover o resgate da memória ferroviária do município.

Vereador Geraldo Voluntário reunido com prefeito Juninho da Padaria, Marcelo Rodrigues (Rumo Logística) e representantes do Instituto Memória Ferroviária.

Na quarta-feira (18), juntamente com o presidente do Instituto Memória Ferroviária (IMF) Marco Antonio Muniz, o vereador esteve reunido em São Paulo com Raul Capp Pallota, coordenador de Administração e Finanças da Superintendência do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), em São Paulo, para entrega de ofício referente às próximas etapas do processo.

Esta reunião, realizada no DNIT, dá continuidade às tratativas discutidas em encontro realizado na prefeitura de Rio Claro no último dia 17, quando o prefeito João Teixeira Júnior ofereceu todo apoio para que a iniciativa seja concretizada. Na ocasião, além do vereador e de representantes do IMF, também esteve presente Marcelo Rodrigues, diretor de relações governamentais da empresa Rumo Logística.

“Agradecemos imensamente à prefeitura de Rio Claro, através do prefeito Juninho, as secretarias municipais envolvidas diretamente na questão e a Câmara Municipal, tão bem representada pelo vereador Geraldo Voluntário, pela parceira e apoio aos nossos projetos em prol da preservação ferroviária do município” – disse Marco Muniz, ao destacar também o importante e incondicional apoio da Rumo Logística e do DNIT, “que sempre se preocuparam com à causa da preservação ferroviária”.

“Estamos trabalhando para que o município possa contar com equipamentos de resgate à história da ferrovia, oficializamos os pedidos junto ao DNIT em São Paulo e o prefeito Juninho está encaminhando esses pleitos em Brasília” – comenta Geraldo Voluntário, que há tempos articula ações conjuntas entre o Executivo e o IMF para viabilizar as questões do patrimônio ferroviário, museu e valorização da história ferroviária.