- Meio ambiente, Notícias

Espécie invasora é abordada na reunião do Consórcio PCJ

Uma das piores daninhas do mundo, a proliferação da árvore invasora Leucena foi o tema central da palestra apresentada pelo professor Marcelo Machado Leão na última quinta-feira, 12/3, na reunião do Consórcio Intermunicipal da Bacia do PCJ – rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, em Americana.

Presidente do Conselho Fiscal do PCJ e da Comissão do Meio Ambiente da Câmara, Julinho Lopes representou Rio Claro na reunião em Americana

Presidente do Conselho Fiscal do PCJ e da Comissão de Meio Ambiente da Câmara de Rio Claro, Julinho Lopes acompanhou os trabalhos realizados no auditório do NoHotel. Prefeito de Nova Odessa e presidente do Consórcio PCJ, Benjamim Bill Vieira de Souza fez a abertura dos trabalhos ao lado do secretário Executivo do Consórcio Francisco Lahóz.

Ao destacar, no encontro, que leucena é um dos maiores problemas que existe para a biodiversidade, por dificultar o crescimento de outras espécies, Julinho Lopes parabenizou o Consórcio PCJ por abrir espaço para Macelo Leão. “Phd no assunto, o professor Leão, assim como ocorreu em data anterior em Rio Claro, traz informações detalhadas do quanto é grave o problema que coloca em risco a preservação do meio ambiente na zona rural”, disse o vereador de Rio Claro.

Em sua fala, Marcelo Leão explicou que essa espécie afeta a resiliência -capacidade do ambiente de se reestabelecer após algum distúrbio – de áreas invadidas. Promove a homogeneização da flora devido sua alta capacidade competitiva e da liberação de aleloquímicos no ambiente. A daninha, citou ainda o professor, é tóxica para animais e afeta arranjos produtivos, por meio de diminuição da qualidade de pastagens e por ser hospedeira de pragas e doenças de lavouras.

Marcelo Machado Leão também apresentou pesquisas e propostas que podem ser aplicadas em cada município, levando em conta as características de cada local (diagnóstico), segurança jurídica, sistema de gestão e parcerias estratégicas.